15h56

Novas oportunidades de desenvolvimento

Confira a história de Marcos Lacerda, 18 anos. O jovem está mudando a sua realidade com o apoio de iniciativas da Fundação Odebrecht

Compartilhe
Tamanho do texto

Morador da Comunidade quilombola de Lagoa Santa, no município de Ituberá (BA), Marcos Lacerda, 18 anos, está transformando a sua realidade com o apoio de iniciativas da Fundação Odebrecht. Aluno do terceiro ano de formação da Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf), que integra o Programa PDCIS, o jovem recebeu, em 2014, o apoio do Programa Tributo ao Futuro (clique aqui e saiba mais) para a implantação de um projeto produtivo de banana da terra. Aplicando as técnicas aprendidas ao longo de sua formação, com o apoio dos monitores e da família, sua área tornou-se um exemplo na região.

“Desde que entrei para a Casa Familiar, tinha o sonho de ter uma propriedade estruturada para poder plantar com qualidade. Estou muito satisfeito por ter conseguido agarrar essa oportunidade”, afirmou Marcos. Nos primeiros meses de implantação do seu projeto, o jovem plantou abóbora, pepino, quiabo e maxixe, realizando a comercialização por meio do PAA (Programa de Aquisição de Alimentos) do seu município. Com a receita, ele investiu na sua área para o cultivo da banana da terra. O PAA é uma iniciativa do Governo Federal que atende demandas de suplementação alimentar nutricional de instituições como creches, abrigos e hospitais públicos.

Para a monitora da Cfaf, Vera Lúcia, o jovem também é um exemplo para os colegas. “Além de ser participativo em sala de aula, notamos o seu interesse e dedicação com seus cultivos. Ele segue nossas orientações e demonstra, na prática, que quer mudar a vida da sua família”, disse. Para Marcos, poder compartilhar o planejamento das ações do seu projeto e a experiência do empresariamento rural estão mudando sua visão de futuro. “Com os meus resultados, estou conseguido visualizar o que venho aprendendo na Cfaf e ajudando produtores da minha comunidade, que pedem informações sobre adubação e manejo da bananeira”, afirmou.

Para Rita Cardoso, Diretora da instituição de ensino, a transformação do estudante é perceptível. “é satisfatório o desempenho e o compromisso que ele vem apresentando durante sua formação. O jovem está conseguindo mudar a sua realidade através da disciplina e do conhecimento, gerando novas oportunidades de desenvolvimento para a sua família”, disse. Com a colheita programada para janeiro de 2017, Marcos pretende se cooperar à Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan), que também integra o Programa PDCIS, da Fundação Odebrecht, garantindo renda e orientação técnica.

Educação e desenvolvimento no campo

Marcos foi um dos beneficiários do projeto Formação de Adolescentes Futuros Empresários Rurais, apoiado pelo Programa Tributo ao Futuro. Nele, os adolescentes desenvolvem competências socioeducativas e habilidades técnicas que os permitem dominar tecnologias aplicadas ao campo e negócios agrícolas, com viabilidade econômica, social e ambiental, e assumam a liderança de processos sociais e produtivos em suas comunidades. Como parte do exercício prático, os estudantes elaboram e fazem o plantio de cultivos em suas propriedades, permitindo a obtenção de renda e o reinvestimento em novos ciclos.


 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital