11h10

Respeitando a diversidade

Projeto Cultura da Mediação na Escola beneficia mais de 700 crianças e adolescentes do município baiano de Presidente Tancredo Neves

Compartilhe
Tamanho do texto

A violência verbal ou física atingiu 42% dos alunos da rede pública brasileira em 2015. é o que revela pesquisa divulgada este ano pelo Ministério da Educação, que ouviu 6.709 estudantes de todo o país. Atuando para ajudar a reduzir este índice, o Instituto Direito e Cidadania (IDC), apoiado pela Fundação Odebrecht através do Programa PDCIS, executa o Projeto Cultura da Mediação na Escola. A iniciativa, realizada no Colégio Municipal Professor Edivaldo Machado Boaventura, do município de Presidente Tancredo Neves (BA), estimula a prática da mediação de conflitos na busca do respeito à diversidade e da cultura de paz no ambiente escolar e de convívio social.

Atualmente, cerca de 740 crianças e adolescentes, entre 10 e 16 anos, participam das oficinas socioeducativas do projeto. Uma vez por mês, eles são estimulados à prática de atitudes positivas no que concerne a resolução de conflitos e da comunicação não violenta. “Buscamos promover uma reflexão nos educandos, com atividades participativas. O objetivo é que coloquem em prática o que foi aprendido, colaborando para uma sociedade mais justa, com pessoas que saibam se comunicar melhor e que resolvam seus conflitos de forma pacífica”, disse Mariene Barbosa, coordenadora da ação pelo IDC.

Para a diretora do Colégio Municipal Edvaldo Machado, Genice Andrade, os índices de ofensas e brigas já diminuíram após a chegada do projeto à instituição de ensino. “A equipe está sempre preocupada em se aproximar dos pais e observamos a mudança de comportamento dos estudantes, principalmente dentro da sala de aula. Está sendo muito positivo”, afirmou. Bruno Rocha, do 8º ano do ensino fundamental, confirma. “Está nos ajudando a melhorar a nossa convivência tanto na escola como no dia a dia”, afirmou.

Além das atividades com os estudantes, encontros com os pais também fazem parte do escopo de atuação do projeto, uma ação que, segundo Mariene, consolida os resultados e fortalece a cultura de paz dentro do espaço escolar, reverberando também em outros ambientes. “Nos sentimos motivados quando família e escola se propõem a seguir juntos, de mãos dadas. São grandes companheiros nessa sublime caminhada do desenvolvimento educativo do ser humano”, enfatiza.


Encontros com os pais também fazem parte do escopo de atuação do projeto

Novas gerações

O Projeto Cultura da Mediação na Escola é uma das iniciativas em execução em 2016 com os recursos captados na última campanha do Programa Tributo ao Futuro, da Fundação Odebrecht. Foram mais de R$ 4 milhões arrecadados, fruto de doações ou da destinação de parte do Imposto de Renda de cerca de 8.000 participantes, incluindo Integrantes e empresas parceiras da Organização Odebrecht. O Tributo ao Futuro tem como objetivo oportunizar uma mudança positiva na realidade de centenas de crianças e adolescentes. Clique aqui e saiba mais!

Clicando aqui, você pode acompanhar os relatórios dos projetos executados. Confira! 

 

 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital