09h14

Salve a agricultura familiar!

Em data que homenageia pequenos produtores de todo o mundo, conheça família que está apostando no conhecimento para crescer no campo

Compartilhe
Tamanho do texto

Segundo a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), uma das estratégias para vencer a fome é o investimento na agricultura familiar. Atualmente, o pequeno produtor é responsável por 87% da produção de mandioca e de 70% de feijão do país. No Baixo Sul da Bahia, a Fundação Odebrecht busca catalisar as oportunidades de geração de renda para que as famílias possam crescer na atividade agrícola. Apoia, através do seu Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS), três cooperativas e quatro casas familiares.

Em Presidente Tancredo Neves (BA), Cristóvão dos Santos e Robenilson dos Santos, 44 anos e 20 anos, respectivamente, trabalham juntos em cerca de 12 hectares de terra cultivada no município. De suas áreas, pai e filho produzem banana-da-terra, mandioca e aipim que abastecem a Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan) e originam produtos levados, por exemplo, a supermercados em Recife. Robinho - como o jovem é chamado em casa - gosta disso: “é bom saber que você está produzindo para outras pessoas se alimentarem. é gratificante”.

A associação da família à Coopatan, aliada aos conhecimentos adquiridos por Robinho na Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), contribuiu para a renda crescer. “Antes conseguíamos mais ou menos R$ 700 por mês, porque ‘painho’ também trabalhava como pedreiro [além de agricultor]. Agora está na média de R$ 2.000”, relata o jovem. Robinho, que pensava em se mudar para uma cidade maior, mudou de ideia. “Meu futuro é aqui”, afirma. A frase ecoa pela casa, construída pelo pai, até despertar o sorriso da mãe, Zenilda Santos, 40 anos: “Tinha medo que ele fosse para fora e pensasse em coisas erradas. Queria que ele trabalhasse e até que deu certo: ele se invocou mesmo em roça e não vai mais sair”, afirma Zenilda. Ao lado dela, Cristóvão, que agora concentra seus esforços apenas na agricultura, consente. “Não é fácil, mas quero ficar na roça e espero que meus cinco filhos sigam esse caminho”, complementa. Clique aqui  e conheça essa e outras histórias de agricultores familiares beneficiados pela Fundação Odebrecht.

Dia Internacional da Agricultura Familiar

Comemorada em 25 de julho, a data faz coro aos debates promovidos em 2014 pelo Ano Internacional da Agricultura Familiar, definido pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) para aumentar na sociedade a conscientização e o entendimento dos desafios que os pequenos agricultores enfrentam, como também ajudar a identificar maneiras eficientes de apoiá-los.

 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital