16h32

Pela igualdade de gênero

Instituto Direito e Cidadania fomenta ações em prol da garantia dos direitos das mulheres e da cultura da paz

Compartilhe
Tamanho do texto

Para o Instituto Direito e Cidadania (IDC), que integra o Programa PDCIS, da Fundação Odebrecht, a garantia dos direitos das mulheres e o fortalecimento das discussões na perspectiva do gênero fazem parte do compromisso da instituição com a consolidação da cidadania de forma plena e igualitária. Este tema ganhou força em 2015, através da realização de iniciativas em parceria com o Ministério Público da Bahia e Secretarias Municipais de Educação de Presidente Tancredo Neves, Valença e Nilo Peçanha e, em 2016, no âmbito do Núcleo de Atendimento ao Cidadão (NAC), frente de atuação do IDC que oferece os serviços de emissão de documentação civil básica e mediação de conflitos.

Uma das ações executadas no ano passado foi o projeto “Colorir e escrever uma nova realidade para as mulheres do Baixo Sul da Bahia”, que discutiu a violência contra a mulher em escolas dos municípios através de um concurso de desenho e redação para alunos do Ensino Fundamental e Médio. Mais de 33 unidades de ensino participaram, envolvendo 6.773 educandos. Um workshop de formação continuada, também ministrado com apoio do Ministério Público, beneficiou diretamente 84 professores. “Buscou-se no espaço escolar o enfoque na prevenção, haja vista que a violência no seio familiar é, muitas vezes, vivenciada por crianças e adolescentes que precisam tratar sobre esta questão, conhecer aspectos legais e formas de enfrentamento”, afirmou na ocasião Maria Celeste Pereira, Diretora Executiva do IDC.


Adolescentes e professores vencedores do Concurso de redação foram premiados
na semana do Ministério Público em Salvador

Também foram articuladas parcerias com instituições como o Centro de Referência Especializado em Assistência Social (CREAS) e Centro de Referência e Atenção à Mulher Vítima de Violência Doméstica (CRAM) para a realização de palestras. “é indispensável construir a cultura da paz, respeito e tolerância entre os mais jovens, e a melhor forma de conceber esse processo é atuando nos espaços educativos”, completou Maria Celeste.

Em 2016, iniciativas em prol dessa causa continuam por meio de oficinas e ações diretas com a comunidade, como as chamadas Rodas de Diálogo, desenvolvidas e executadas por mediadoras do Núcleo de Atendimento ao Cidadão (NAC). As ações buscam a conscientização e empoderamento da mulher como prevenção dos casos de violência e fortalecimento da luta pela igualdade de gênero. “Isso fortalece as discussões sobre a importância do seu enfrentamento e atuação de maneira efetiva para a construção de uma cultura de paz”, disse Anaiane Almeida, Coordenadora do NAC no IDC. Até outubro, foram cerca de 200 pessoas beneficiadas indiretamente pela atividade.

 

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital