09h24

Em sintonia

Na semana em que se comemora o Dia Mundial do Meio Ambiente, confira ações da Organização de Conservação da Terra em prol da conservação dos recursos naturais

Compartilhe
Tamanho do texto

“Vamos nos transformar em modelo e servir de exemplo para muita gente”. é assim que Clodoaldo Silva, agricultor do município de Ibirapitanga (BA), avalia a relevância da sua postura e a de outros pequenos produtores quando o assunto é conservação ambiental. E essa preocupação não é só deles: o mundo está voltado para o tema. Comemorado anualmente em 5 de junho, o Dia Mundial do Meio Ambiente traz reflexões importantes em meio a tantas notícias desastrosas. Na campanha deste ano para a data, a Organização das Nações Unidas (ONU) incentiva que as pessoas estejam mais conectadas com a natureza, enfatizando os benefícios que isso traz para a saúde e para o planeta.

Atuando na área de Proteção Ambiental (APA) do Pratigi, no Baixo Sul da Bahia, uma instituição vem fazendo a sua parte em busca dessa união. Trabalhando com parceiros e a população rural da região, como Clodoaldo, a Organização de Conservação da Terra (OCT), apoiada pela Fundação Odebrecht através do seu Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PCDCIS), vem promovendo uma verdadeira revolução na paisagem. “Todo o trabalho modelar que desenvolvemos visa estabelecer parâmetros que atestem que é possível o homem viver em harmonia com o meio ambiente, a partir do uso racional de seus recursos, aliando as agendas econômica e ambiental, resignificando, assim, a forma como interage com a terra”, afirmou Volney Fernandes, Diretor Executivo da OCT.

Desde 2002, a instituição comemora resultados de ações como o Projeto de Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) – Ibirapitanga. São 40 agricultores familiares beneficiados, que recebem assistência técnica e financeira para o planejamento integrado de suas propriedades, a exemplo de Eliseu de Oliveira. “Precisamos preservar essa riqueza que Deus nos deu. Se eu cuidar da minha terra e da água, o vizinho vai se conscientizar também, e então vamos criando uma corrente”, disse o produtor. A inciativa, que virou política pública no município de Ibirapitanga, é pioneira no Estado e conta com um investimento total de R$ 90 mil reais.

Outras conquistas também estão sendo alcançadas pela OCT ao lado de parceiros como o Ministério Público do Estado da Bahia, Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza, Agência Nacional das águas (ANA) e universidades federais e estaduais do Estado. Em 2017, completou a implantação de mais de 70 hectares de Sistemas Agroflorestais como modelos demonstrativos e replicáveis, 80 nascentes estão sendo recuperadas por meio de ações de reflorestamento e mil Cadastros Estaduais de Florestas e Imóveis Rurais (CEFIR) já foram realizados desde 2012. O CFIR é um registro eletrônico, de natureza declaratória, que regulariza ambientalmente imóveis rurais. “Aliamos esforços para a construção de uma governança para a sustentabilidade. Nosso objetivo é um só: a conservação”, disse Fernandes.


Modelos demonstrativos e replicáveis: com apoio da OCT, mais de 70
hectares 
de Sistemas Agroflorestais já foram implantados

Transformando vidas e o meio ambiente

Pegando carona na campanha da ONU para o Dia Mundial do Meio Ambiente, apresentamos um pouco da história do produtor Marivaldo Santos, beneficiado pela OCT (leia matéria aqui). Desde que passou a trabalhar em sintonia com o meio ambiente, sua propriedade rural tornou-se um espaço pedagógico de multiplicação de conhecimentos. Confira seu depoimento:

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital