07h51

Discutir e sentir a educação

Alunos e diretores das Casas Familiares e líderes da Fundação Odebrecht participam de Encontro do Programa de Escolas Associadas da Unesco em Foz do Iguaçu (PR). Evento recebeu mais de 600 educadores e especialistas do Brasil e do mundo

Compartilhe
Tamanho do texto

“Aprender a ser, a conhecer, a fazer e a conviver com os outros”. Essa foi a premissa que acompanhou os mais de 600 educadores de todo Brasil presentes no XXIII Encontro Nacional do Programa de Escolas Associadas (PEA) da Unesco, realizado entre os dias 27 e 29 de setembro em Foz do Iguaçu (PR). Representando a vertente educacional fomentada pela Fundação Odebrecht, alunos e diretores das Casas Familiares apoiadas no Baixo Sul da Bahia e líderes da Fundação participaram do evento – o maior já realizado no País.

Uma intensa troca de experiências, por meio de apresentações culturais, relatos de projetos de sucesso, mesas redondas e palestras com especialistas como Paulo Artaxo, da Universidade de São Paulo, e Aziz Abu Sarah, da National Geografic, marcou esses três dias. “Nos sentimos ainda mais realizados ao ver na prática que caminhamos em sinergia com o que está sendo discutindo em termos de educação no Brasil e no mundo. Temos as mesmas motivações, buscando construir um futuro melhor ao acreditar nas novas gerações”, ressaltou Fabio Wanderley, Superintendente da Fundação Odebrecht.


Aziz Abu Sarah, educador cultural e explorador da National Geographic,
falou sobre a situação dos refugiados

Na ótica de Eliana Batista, Cleiton Costa e Marcelo dos Santos, os três jovens protagonistas que representaram as Casas Familiares de Igrapiúna (CFR-I), Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN) e Agroflorestal (Cfaf), respectivamente, a participação foi marcante pela vivência com outras instituições. “Estou muito feliz em aprender com realidades diferentes da minha”, disse Eliana. “Conheci escolas que também beneficiam comunidades quilombolas. Isso foi muito enriquecedor”, contou Marcelo. Para Cleiton, a preocupação com o meio ambiente foi o que mais chamou sua atenção. “é muito bom saber que a Unesco e outras instituições estão comprometidas com as mudanças climáticas e com os recursos naturais, assim como nós”, frisou. Uma troca que, segundo Francisvaldo Rosa, Diretor da CFR-I, será partilhada com as comunidades. “Voltamos com a missão de reverberar toda bagagem conquistada aqui”, completou. Em 2015, as três instituições de ensino tornaram-se associadas à Unesco, passando a integrar o PEA (clique aqui e saiba mais).


Marcelo dos Santos, Eliana Batista e Cleiton Costa
representaram todos os estudantes das Casas Familiares

O evento também marcou a certificação de 77 novas escolas ao Programa, que agora é o segundo maior do mundo em número de associados, e tocou em aspectos relevantes aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU para 2030. “Nossa meta é trazer para as escolas a importância de seguir os ODS como prioridade nos seus trabalhos e mostrar como a educação influencia o alcance de todos os outros objetivos”, afirmou Maria Rebeca Gomes, Coordenadora de Educação da Unesco no Brasil. Uma visão que, segundo Joana Almeida, Coordenadora Educacional da Fundação Odebrecht, já é praticada nas unidades de ensino apoiadas no Baixo Sul. “Participar do Encontro é uma grande oportunidade para compartilharmos os temas centrais da Unesco, que são os pilares das Casas Familiares, como o desenvolvimento sustentável, cultura da paz, ética e respeito à diversidade”, afirmou.

CFR-PTN, Cfaf e CFR-I fazem parte do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS), idealizado e fomentado pela Fundação Odebrecht. A iniciativa tem como pilares a educação e o trabalho, com inspiração na Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO).

Sobre o PEA - Unesco
Criado em 1953 pela Unesco e presente em mais de 181 países, o Programa de Escolas Associadas (PEA) surgiu com a missão de promover uma posição compartilhada para melhorar a qualidade da educação segundo critérios definidos no âmbito da paz, direitos humanos, sustentabilidade e da qualidade de vida. No Brasil, conta com 364 escolas associadas, o que representa mais de 342 mil alunos e 26 mil professores diretamente envolvidos.


 

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital