17h28

Aluna formada em Casa Familiar participa do Fórum Social Mundial

Realizado entre os dias 13 e 17 de março, em Salvador (BA), evento contou com mais de 60 mil pessoas

Compartilhe
Tamanho do texto

Mais de 60 mil pessoas, de 120 países, estiveram reunidas em mesas de discussão e palestras sob o viés da transformação do ser humano em busca de “um outro mundo possível”, durante o 13º Fórum Social Mundial, que neste ano foi realizado em Salvador (BA) entre os dias 13 e 17 de março. Representando a educação contextualizada ao campo do Baixo Sul da Bahia, Elaine dos Santos, ex-aluna da Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), trouxe sua experiência em debate promovido pelo Sindicato Nacional dos Trabalhadores em Pesquisa e Desenvolvimento Agropecuário (SINPAF), da Embrapa.

“Falei da minha história e da importância de permanecer no campo com qualidade de vida. A Casa Familiar e parcerias importantes contribuíram para que isso fosse possível”, afirmou.  Produtora de mandioca, Elaine afirmou que sua produção deu um salto após o ingresso na instituição, voltada ao curso Técnico em Agropecuária. “De 9 toneladas fui a 30 toneladas por hectare. Isso graças às técnicas aprendidas”, explicou. Residente da Fazenda Café, município de Valença (BA), a jovem é associada à Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan) e vista como referência na sua comunidade. “A Casa me mostrou que precisamos nos preocupar com o desenvolvimento dos nossos vizinhos”, disse.

“Elaine representou muito bem todos os jovens protagonistas que se formam nas Casas Familiares. Comprometida e dedicada, ela mostrou que segue com o compromisso de desenvolver sua região e reforça a importância da educação voltada ao campo. Para nós, é motivo de orgulho apoiar a formação de jovens como ela”, afirmou o Presidente da seção de Cruz das Almas (BA) do SINPAF. A parceria entre Embrapa e CFR-PTN teve início em 2003 com o objetivo de desenvolver a cultura de mandioca no município. Uma união que cresceu e levou à inclusão de fruteiras que demonstravam ter um grande potencial econômico, como abacaxi, e na construção do Campo Demonstrativo Tecnológico da Mandioca e Fruticultura (CDTMF), onde os jovens estudam, na prática, as diferentes formas de cultivo, aprendendo a identificar doenças e a potencializar as técnicas agrícolas aprendidas na Casa Familiar.

CFR-PTN e Coopatan são apoiadas pela Fundação Odebrecht através do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com sustentabilidade (PDCIS).

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital