10h00

Troca de experiências e aprendizados

Alunos da Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves visitam o Escritório Odebrecht Salvador

Compartilhe
Tamanho do texto

No dia 1º de fevereiro, os estudantes do 2º ano da Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN) fizeram uma visita ao Escritório Odebrecht Salvador, na capital baiana, onde está localizada a Fundação Odebrecht (FO). Durante o encontro, os jovens puderam conhecer mais à fundo o trabalho da FO e do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS), iniciativa criada e coordenada pela Fundação.

Turma do 2º ano da CFR-PTN em visita ao Escritório Odebrecht Salvador

Escola de nível médio integrada ao curso técnico em Agropecuária, a CFR-PTN é uma das cinco instituições apoiadas pela FO por meio do PDCIS no Baixo Sul da Bahia. “Ter vocês aqui nos enche de orgulho e nos dá a certeza de que estamos no caminho certo, mantendo o foco no desejo de nosso fundador, Norberto Odebrecht, em oportunizar que jovens possam viver no campo, ao lado de suas famílias, com qualidade de vida”, comentou Fabio Wanderley, superintendente da Fundação, ao recepcionar os estudantes. Ao longo de sua fala, Wanderley citou os desafios esperados para o ano de 2019, como a divulgação dos resultados do trabalho de Avaliação de Impactos do PDCIS e a sistematização da tecnologia social da Fundação Odebrecht.

Após esse momento inicial, Cristiane Nascimento, responsável por Sustentabilidade, conduziu um bate-papo com os visitantes, realizando um jogo de perguntas e respostas, onde os estudantes foram desafiados a testar seus conhecimentos sobre a Fundação e o PDCIS. Ao longo da dinâmica, responderam perguntas sobre temas como a Tecnologia Empresarial Odebrecht (TEO) e as seis frentes que norteiam a atuação da FO. “É muito gratificante para nós ver uma sala repleta de alunos de uma Casa Familiar. A Fundação trabalha em busca do desenvolvimento territorial sustentável e acreditamos que é possível contribuir para o crescimento das famílias do Baixo Sul”, afirmou Cristiane. 

No encontro, os visitantes também compartilharam um pouco de suas histórias, ressaltando as transformações que ocorreram em suas realidades desde que ingressaram na Casa Familiar. “Nesse primeiro ano, pudemos notar que mudou muito nossa forma de produzir e a nossa própria filosofia de vida”, disse o aluno Bruno Santana. Os jovens comentaram ainda que, agora, se tornaram destaques nas regiões ondem moram quando o assunto é cultivar com inovação e qualidade. “A partir do que aprendemos na Casa, viramos referência na nossa comunidade para outros agricultores”, reforçou o estudante Joab Moraes.
 

Receba nossas novidades:
Basta informar seu nome e melhor e-mail!
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital