09h00

Fundação Odebrecht participa do 2º Workshop Polo Tecnológico do Mar

Momento foi de troca de experiências e diálogo com empresas e organizações sobre a Avaliação de Impactos sociais do PDCIS

Compartilhe
Tamanho do texto

No dia 25 de abril, a Fundação Odebrecht esteve presente na 2ª edição do Workshop Polo Tecnológico do Mar, realizada em Itaguaí, região metropolitana do Rio de Janeiro. A participação foi uma forma de ampliar espaços de diálogo sobre responsabilidade social e o debate sobre como a iniciativa privada pode contribuir para o desenvolvimento sustentável das regiões onde atua. 

O evento contou com a presença de mais de vinte empresas, organizações, universidades e representantes do setor público, à exemplo da Marinha do Brasil, Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), Governo do Estado do Rio de Janeiro e Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae). O objetivo foi apresentar o Programa Polo Tecnológico do Mar – Baía de Sepetiba e discutir planos para sua estrutura e realização. 

Localizado na Baía de Sepetiba, em Itaguaí (RJ), o Polo é um projeto que visa buscar soluções sustentáveis e sinérgicas entre indústrias presentes no local e a comunidade do entorno. A ação é uma iniciativa da Itaguaí Construções Navais S.A. (ICN) – empresa voltada à construção de submarinos brasileiros, que completa dez anos em 2019 e é fruto de uma parceria entre o Naval Group e a OEC (Odebrecht Engenharia e Construção). 

Troca de experiências

Fundação Odebrecht apresenta Avaliação de Impactos do seu programa social
Thiago Maciel apresenta o trabalho da Fundação Odebrecht e os resultados da Avaliação de Impactos do PDCIS

A Fundação Odebrecht esteve representada no encontro por Thiago Maciel, da área de Parcerias Sociais, que discorreu acerca do trabalho da instituição e mostrou os resultados econômicos, sociais e ambientais aferidos pela Avaliação de Impactos do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS), realizada de forma inédita em 2018 e que atestou o poder transformador da iniciativa coordenada pela Fundação no Baixo Sul da Bahia há mais de 15 anos. 

Maciel destacou a importância do Workshop para compartilhar experiências e conhecimentos. “Fomos convidados a falar sobre as ações da Fundação Odebrecht à luz do PDCIS. Apresentamos nossa estratégia para promover o desenvolvimento territorial sustentável, as seis frentes de atuação que nos norteiam e, também, exibimos um vídeo com os principais resultados de impactos do PDCIS. Debatemos a ideia de que os avanços econômicos devem gerar inclusão social e progresso para a sociedade como um todo”, comentou, explicando que a experiência do PDCIS foi levada ao Workshop como exemplo de um modelo real e consolidado que pode contribuir para o que está sendo desenhado para o Polo.

Para Carlos Alberto de Oliveira, Diretor de Administração da ICN, conhecer mais à fundo o PDCIS foi essencial nesse momento de planejamento. “Vimos que, através de um modelo implementado com base em estudos bem executados, é possível transformar áreas menos favorecidas. Como material de trabalho para o Programa Polo Tecnológico do Mar, os resultados da Avaliação do PDCIS podem agregar muito valor do ponto de vista econômico, social e ambiental”, reforçou.

Mudanças positivas

Conduzido por uma consultoria especializada, a JS/Brasil, a Avaliação de Impactos do PDCIS comprovou, com rigor científico, que o Programa gera transformações significativas na vida dos seus beneficiários. Para conhecer mais sobre o estudo, acesse o relatório completo que detalha procedimentos metodológicos e impactos aferidos.
 

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital