09h00

Fundação Odebrecht divulga Relatório Anual 2018

Publicação digital e trilíngue concentra os principais resultados do programa social da instituição no ano passado

Compartilhe
Tamanho do texto

Ao longo do ano passado, muitas foram as conquistas e compromissos firmados pela Fundação Odebrecht, com resultados expressivos em benefício das comunidades apoiadas no Baixo Sul da Bahia. Como forma de apresentar a parceiros e sociedade os destaques do seu trabalho, a instituição lançou seu Relatório Anual 2018 em versão digital e trilíngue.

De acordo com Fabio Wanderley, Superintendente da Fundação, a publicação reforça a atuação ética, íntegra e transparente da instituição e evidencia seu comprometimento com os beneficiários. “Desejamos estabelecer relações horizontais, estimular o diálogo com diferentes atores e criar sinergias entre pessoas e organizações para práticas cada vez mais sustentáveis”, explica.

Em 2018, 260 comunidades em 19 municípios foram beneficiadas

O Relatório traça o perfil da Fundação Odebrecht e demonstra seu foco em transformar a vida de jovens e famílias a partir do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS). Um compromisso que conta com a união de diversos parceiros e investidores sociais, a exemplo de Braskem e Mitsubishi Corporation, que acreditam na educação como o caminho para a construção de um futuro mais sustentável. Em 2018, mais de R$ 16 milhões foram investidos no PDCIS.

Atualmente, cinco instituições executam o Programa criado em 2003 e coordenado pela Fundação no Baixo Sul da Bahia: a Organização de Conservação da Terra (OCT); a Cooperativa de Produtores Rurais de Presidente Tancredo Neves (Coopatan); e três escolas rurais de ensino médio e técnico: Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf), Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFR-I) e Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN). 

Construção do futuro

Em 2018, 260 comunidades foram beneficiadas e 19 municípios atendidos a partir do programa social da Fundação. Também foi destaque o número de 440 agricultores da região assistidos tecnicamente e que foram estimulados à prática de uma agricultura com responsabilidade ambiental. O produtor rural Jailton Rodrigues, associado à Coopatan desde 2015, comenta que a cooperativa fez a diferença em sua produção rural. “Quando nos tornamos cooperados, vimos que o trabalho podia ser diferente. Adotamos novas práticas e manejos, que melhoram nossa renda e dão mais vontade de produzir”, conta.

Com foco em viabilizar oportunidades para uma nova geração de adolescentes protagonistas, 318 alunos estiveram em formação nas Casas Familiares, recebendo uma educação para o desenvolvimento sustentável. Álvaro de Almeida, 17, foi um dos alunos da Cfaf. Mais do que aprender, ele se empenhou em compartilhar conhecimentos. “Além de apresentar técnicas na comunidade onde moro, ensinei minha família inteira a manter uma horta. Todos passaram a consumir o que plantam”, diz.

Crescimento em conjunto

Os beneficiários do PDCIS produziram mais de cinco mil toneladas de alimentos e registraram uma renda mensal de R$ 1.661,37. Para efeito de comparação, segundo o censo do ano passado do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a renda per capita média na Bahia é de R$ 841 e, no Brasil, de R$ 1.373.

Importantes resultados também foram alcançados em 2018 no âmbito da conservação ambiental. Mais de 27 mil árvores foram plantadas pela OCT no ano passado. Desde 2012, a instituição já realizou o plantio de cerca de 240 mil mudas. Além disso, 373 hectares de áreas foram conservados e 30 nascentes restauradas.

Relatório Anual 2018 reforça o compromisso da Fundação Odebrecht com jovens e suas famílias

Um dos grandes focos do ano foi dividir aprendizados. Nesse aspecto, 10.635 pessoas foram indiretamente beneficiadas por mais de mil Ações Multiplicadoras realizadas. Foram dias de campo, seminários rurais e palestras realizadas por alunos das Casas Familiares e agricultores beneficiados pela OCT que levaram novos conhecimentos para demais produtores da região.

Transformações positivas

O Relatório Anual 2018 da Fundação Odebrecht destaca ainda a Avaliação de Impactos do PDCIS, trabalho que permitiu comprovar, com rigor científico, que o programa social da Fundação gera transformações econômicas, sociais e ambientais significativas para seus beneficiários, e traz a prestação de contas da última campanha do Tributo ao Futuro, iniciativa que estimula a cultura da doação. Premiações e reconhecimentos também estão presentes na publicação, a exemplo da conquista do Prêmio ODS Brasil pela Cfaf.

Clique aqui e acesse o conteúdo completo do Relatório. E, para continuar acompanhando as ações da instituição, conheça os canais oficiais no Facebook, Instagram, LinkedIn e YouTube.
 

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital