11h00

Tributo ao Futuro divulga Prestação de Contas 2019.1

A partir das doações realizadas no ano passado, mais de cinco mil pessoas foram indiretamente beneficiadas no Baixo Sul da Bahia

Compartilhe
Tamanho do texto

A Prestação de Contas 2019.1 do Tributo ao Futuro já está disponível para todos os investidores sociais da última campanha. O material evidencia como os recursos captados estão sendo utilizados na formação de adolescentes que vivem na zona rural do Baixo Sul da Bahia. No ano passado, mais de 5,3 mil pessoas abraçaram a causa da educação, sendo responsáveis pela arrecadação de cerca de R$ 2,3 milhões. 

Os projetos apoiados via Tributo ao Futuro são executados por três Casas Familiares: Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf), Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFR-I) e Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN). Essas escolas rurais fazem parte do Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade (PDCIS), criado e coordenado pela Fundação, e visam oferecer a adolescentes uma educação de qualidade, com formação ética e para valores, e estímulo ao protagonismo juvenil.

Centenas de adolescentes e suas famílias são apoiadas no Baixo Sul
Centenas de adolescentes e suas famílias são apoiados no Baixo Sul

Atualmente, 327 estudantes são beneficiados, sendo 54% de meninos e 46% de meninas. Para o processo seletivo das escolas, 857 adolescentes de 14 municípios do Baixo Sul e cidades vizinhas foram inscritos. Neilma Brito, 14, ingressou no 1º ano da CFR-PTN em 2019. Para ela, a escola já é sinônimo de transformação. “Alguns jovens da minha comunidade entraram na Casa Familiar e falaram de lá como uma referência. Foi então que me dediquei para o processo seletivo. A escola traz novos conhecimentos e trabalha ao lado de pequenos agricultores. Isso está fazendo a diferença na minha vida”, comenta.

Os alunos também já foram responsáveis pela realização de 204 ações multiplicadoras em formato de seminários, palestras e dias de campo, cujo objetivo é disseminar conhecimentos e compartilhar novas técnicas agrícolas com produtores das regiões onde moram. Apenas no primeiro semestre de 2019, 5.569 pessoas foram indiretamente beneficiadas por essas iniciativas.

Foram implantados ainda 280 Projetos Educativo-Produtivos (PEPs), onde os adolescentes recebem insumos e orientações técnicas dos educadores para iniciar seus cultivos, obter renda e reinvestir o lucro em novos ciclos produtivos. Com os recursos captados durante a campanha, foi possível implantar PEPs de cultivos como banana, mandioca, abacaxi, mel, cacau e hortaliças.

De acordo com Thiago Maciel, responsável pelo Tributo ao Futuro, prestar contas reforça o compromisso com os investidores sociais. “Contamos com o apoio de pessoas engajadas na construção de um futuro com mais oportunidades para centenas de adolescentes e suas famílias no Baixo Sul da Bahia. Agora, estamos apresentando o resultado desse investimento e mostramos conquistas que foram possíveis a partir dos recursos captados na última campanha”, explica. 

Para conferir a Prestação de Contas 2019.1 completa, clique aqui. Por meio da publicação, é possível acessar todos os detalhes dos projetos educacionais apoiados via Tributo e os pareceres de Prestação de Contas das Casas Familiares, assinados pelas Prefeituras Municipais onde cada escola rural está sediada.
 

Newsletter
Quer apoiar nossa causa?
Cadastre nome e e-mail e aguarde nosso contato.
preload
2018 - 2019. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital