10h00

Mais de 11 mil pessoas foram beneficiadas em 2019 pelo Tributo ao Futuro

Prestação de Contas divulgada pela Fundação Odebrecht mostra ações realizadas a partir da campanha de 2018

Compartilhe
Tamanho do texto
Adolescentes como Crislane dos Santos estão sendo
incentivados a empreenderem no campo

Você sabia que os doadores do Tributo ao Futuro em 2018 apoiaram a formação técnica de mais de 300 adolescentes da zona rural do Baixo Sul da Bahia, com benefício indireto a 11 mil pessoas? É o que mostra a Prestação de Contas 2019 divulgada pela Fundação Odebrecht. O material evidencia como os recursos captados, que corresponderam a cerca de R$ 2,3 milhões, contribuíram para que jovens beneficiados pelo PDCIS, nosso Programa Social, tivessem acesso a uma educação de qualidade, com a oportunidade de empreender no campo junto às suas famílias.

São exemplos como Crislane dos Santos. Aos 17 anos, ela conta com o apoio da família para desenvolver seus projetos produtivos. Na casa da mãe, Maria Bárbara, tem uma horta e um “punhado de pimenta malagueta”. Na do tio, usa outro pedaço de terra para cultivar o restante da sua pimenta. “Estou aprendendo a ser uma jovem empreendedora. Não é algo que serve apenas para mim, mas para os próximos que estão por vir e para toda a comunidade”, disse. Crislane é aluna da Casa Familiar Rural de Igrapiúna (CFR-I), escola rural que executa os projetos apoiados via Tributo ao Futuro junto com a Casa Familiar Agroflorestal (Cfaf) e a Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN). 

Mais de 860 adolescentes de 12 municípios do Baixo Sul e cidades vizinhas foram inscritos para o processo seletivo de 2020 dessas escolas, que são parceiras da Fundação Odebrecht na realização do PDCIS. O Programa busca transformar social, econômica e ambientalmente as condições de vida das pessoas da região por meio de ações na área da educação para o desenvolvimento sustentável, conservação ambiental, desenvolvimento econômico, inovação e tecnologia, coesão e mobilização social e cidadania e governança. 

Com os recursos captados, foram implantados, em 2019, 406 Projetos Educativo-Produtivos (PEPs), onde os adolescentes recebem insumos e orientações técnicas dos educadores para iniciar seus cultivos, obter renda e reinvestir o lucro em novos ciclos produtivos como banana, mandioca, abacaxi, mel, cacau e hortaliças. Os alunos também foram responsáveis pela realização de mais de 450 ações multiplicadoras em formato de seminários, palestras e Dias de Campo, cujo objetivo é disseminar conhecimentos e compartilhar novas técnicas agrícolas com produtores das regiões onde moram.

De acordo com Thiago Maciel, responsável pela campanha de 2018 do Tributo ao Futuro, prestar contas reforça a transparência da Fundação Odebrecht junto aos investidores sociais. “São resultados conquistados com o engajamento de muitas pessoas que acreditam na causa. Ao mostrarmos o que está sendo realizado, reforçamos o legado de nosso fundador, Norberto Odebrecht, na busca pela construção de uma sociedade mais harmônica, responsável e com igualdade de oportunidades para todos”, afirmou.

Para conferir a Prestação de Contas 2019 completa, clique aqui. Por meio da publicação, é possível acessar todos os detalhes dos projetos educacionais apoiados via Tributo e os pareceres de Prestação de Contas das Casas Familiares, assinados pelas Prefeituras Municipais onde cada escola rural está sediada.


 

Newsletter
Receba nossas novidades
Basta informar seu nome e melhor e-mail.
preload
2018 - 2020. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital