10h00

O que é Planejamento Integrado da Propriedade?

Popularmente chamada de PIP, ferramenta traz vantagens para a agricultura familiar. Entenda seu significado!

Compartilhe
Tamanho do texto
De posse dos seus PIPs, agricultores familiares conseguem
fazer uma melhor gestão das propriedades

Você sabe o que é “Planejamento Integrado da Propriedade (PIP)”? Importante ferramenta nos processos de gestão de imóveis rurais, o PIP consiste em um relatório entregue nas mãos de agricultores familiares, composto por mapa de uso e ocupação do solo, Barômetro de Sustentabilidade e orientações específicas para otimizar a administração da propriedade e potencializar seus resultados.

No contexto do PDCIS, Programa Social da Fundação Odebrecht, o PIP utiliza a geotecnologia para auxiliar o produtor a ter uma visão dinâmica do local, contemplando informações geográficas, ambientais, produtivas, sociais e econômicas do imóvel rural. Com o uso da ferramenta, agricultores tornam-se verdadeiros empresários do campo, tendo no planejamento das suas terras o caminho para aumentar suas rendas com consciência ambiental.

Conheça, abaixo, os elementos que compõem o PIP:

Mapa de uso e ocupação do solo – planta informatizada da propriedade que mostra seus usos, apresentando perímetro, área total, percentual de florestas, área de edificações, presença e percentual de pastagens, dentre outros pontos.

Barômetro da Sustentabilidade – desenvolvida por especialistas ligados ao The World Conservation Union (IUCN) e ao The International Development Research Centre (IDRC), essa metodologia utiliza informações sociais, ambientais e econômicas aferidas no imóvel rural para realizar um cálculo que determina o Barômetro da Sustentabilidade do imóvel, que pode variar de sustentável a insustentável.

Orientações – com base no Barômetro e nas observações da equipe técnica responsável pela realização do PIP, são elaboradas orientações para que o agricultor e sua família implementem melhorias na propriedade, visando mais qualidade de vida para todos.

No Baixo Sul da Bahia, região de atuação do PDCIS, agricultores beneficiados pelo Programa vêm utilizando o PIP para fazer uma gestão mais eficiente das suas propriedades. É o caso do produtor rural Flávio Mamédio, 37, assistido pela Organização de Conservação da Terra (OCT) – uma das instituições parceiras da Fundação na execução do PDCIS.

Depois de ter recebido o PIP, ele conta que foi possível conhecer mais à fundo a área onde trabalha e mora com a família. “O PIP está servindo bastante para nossa vida no campo. Com ele, vimos como está dividida nossa área e ficamos sabendo perfeitamente o tamanho das plantações, das áreas de mata e de reserva”, explica. Mais de 180 agricultores do Baixo Sul da Bahia já contam com a ferramenta para gestão de seus imóveis rurais.

 

Newsletter
Receba nossas novidades
Basta informar seu nome e melhor e-mail.
preload
2018 - 2020. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital