09h00

Saiba mais sobre Larissa de Jesus

Adolescente é beneficiada pelo PDCIS, Programa Social da Fundação Odebrecht. Entenda como você ainda pode apoiar!

Compartilhe
Tamanho do texto

Na casa onde mora com a família, a mesa da cozinha fica sempre repleta de livros, cadernos e canetas. É assim que a jovem Larissa de Jesus, 16 anos, mantém em dia os deveres passados pela Casa Familiar Rural de Presidente Tancredo Neves (CFR-PTN), escola onde cursa o 2º ano do Ensino Médio ao mesmo tempo em que se forma como técnica em agropecuária. “Estudar na CFR-PTN é uma grande satisfação. É gratificante saber que acreditam no meu potencial”, diz Larissa.

Adolescente estuda em uma das escolas parceiras da Fundação Odebrecht

No município baiano de Valença, onde mora com a família, Larissa cultiva mandioca, urucum e abacaxi. “Não tínhamos muita perspectiva de vida e trabalhávamos na agricultura sem as técnicas de cultivo. A Casa Familiar mudou totalmente a minha vida e a da minha família e a nossa maior renda vem da agricultura. Hoje temos uma visão melhor do futuro e, com o apoio da CFR-PTN, conhecemos várias técnicas de cultivo”, conta.

De acordo com Larissa, um dos maiores aprendizados que teve na escola foi a valorização do ser humano. É isso que a jovem coloca em prática todos os dias junto à sua família e comunidade. “Quero ser um exemplo de pessoa que ajudou muitos agricultores através das ações multiplicadoras, que conseguiu alcançar seus objetivos no campo e, acima de tudo, que foi persistente, otimista e inovadora. Meu maior sonho é me tornar uma engenheira agrônoma e poder ajudar outros jovens a construir realizações no campo”, planeja a estudante.

Esse sonho já começou a ser realizado. Com o apoio da CFR-PTN, Larissa implantou Projetos Educativos-Produtivos (PEPs) de banana, abacaxi e maracujá. “É de grande importância na minha vida, por ser o meu primeiro negócio no campo. Se torna desafiador, mas contribui para a capacitação, para ampliar a minha renda e melhor a minha produção, visando sempre a utilização de recursos sustentáveis”, explica a jovem produtora rural, que administra suas demandas no campo por meio de uma agenda semanal na qual registra todas as etapas da produção para garantir que vai cumprir as metas no prazo previsto.

A organização de Larissa é fruto do que aprende na CFR-PTN. A jovem, que continua com os estudos durante a pandemia, mostra que sua dedicação contribui para o compromisso com a escola. “Seguimos de forma remota, mas com a garantia de que estamos adquirindo todo conhecimento possível por meio da utilização de diversas plataformas digitais. Em casa, a rotina não mudou muito, pois grande parte do nosso tempo é dedicado ao trabalho na propriedade”, afirma a jovem.

Larissa é uma das adolescentes beneficiadas pelo Tributo ao Futuro. Você pode fazer uma doação em qualquer valor para a campanha, que está em seus último dias, e contribuir para a formação dessa jovem. Clique aqui e participe!

Newsletter
Receba nossas novidades
Basta informar seu nome e melhor e-mail.
preload
2018 - 2021. Fundação Odebrecht. Todos os direitos reservados.
Produzido por: Click Interativo - Agência Digital